Churrasco Perfeito, Dicas

Carne boa e barata para churrasco? 4 dicas para se divertir e economizar!

setembro 18, 2019
Tempo de leitura 9 min
Tempo de leitura: 9 minutos

O churrasco é uma das confraternizações mais amadas e preferidas do povo brasileiro, não é mesmo? Reunir a família e amigos para jogar conversa fora, assistir ao jogo do seu time ou simplesmente para saborear um bom churrasco, é sempre sensacional.

No entanto buscar pelas carnes ideais no mercado pode ser um processo um tanto complicado. Se você optar por ir ao açogue, é possível que, por influência do vendedor, acabe levando mais carne que o necessário. Nesse sentido, o ideal é buscar ajuda de quem realmente entende, para orientar a compra da carne adequada.

Contudo com o preço salgado dos cortes, a melhor opção é um churrasco mais em conta. Não poder comprar a picanha nunca representou um impedimento para fazer aquele churrasco e se divertir com os amigos, pois a qualidade de uma carne não está, necessariamente, ligada ao preço, mas à sua correta manipulação e aproveitamento. Então como escolher carne boa para churrasco?

Pensando nos churrasqueiros de fim de semana, preparamos estas 4 dicas para que você possa economizar, comer e se divertir. Acompanhe!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

1. Vá além das carnes nobres, procure uma carne boa e barata para churrasco

Para fazer com que o churrasco seja perfeito, é preciso escolher as carnes certas, que ficarão mais saborosas com o tipo de cocção utilizada. Pensando nisso, separamos 8 tipos de carnes boas para churrasco.

Picanha

A picanha é a mais pedida de todos os churrascos e apresenta um sabor único, podendo ser temperada com sal grosso, pimenta-do-reino ou, até mesmo, sal comum.

Para que ela fique apetitosa de verdade, é preciso selar antes de começar a assar. Para isso, basta deixá-la próxima ao fogo durante alguns minutos e ir girando até o tom avermelhado sumir. Depois disso, é necessário aquecê-la novamente, deixando que asse até chegar ao ponto desejado. Isso garantirá a suculência e a maciez da carne.

Costela

A costela é uma carne singular. Com gosto e aparência únicos, ela chama muita atenção, seja de boi ou de porco. Se você busca levar algo de qualidade e de preço acessível para o seu churrasco, não dá para abrir mão dessa carne.

Com um sabor único, a costela, é uma carne que sempre é destaque nos churrascos. Por ter fibras grossas e compridas, seu tempo de cozimento é mais longo. Além disso, aceita desde temperos mais elaborados, como o barbecue, até o sal grosso puro e simples.

Fraldinha

Leve e com pouca gordura. A fraldinha é realmente uma carne muito saborosa e menos pesada, sendo bem legal para servir nos churrascos em que a galera fitness marca presença. As fibras mais longas, que ela tem, fazem com que a carne fique bem macia e muito saborosa. O preço da fraldinha também é mais acessível, o que faz com que ela seja uma opção perfeita, sem pesar no bolso e trazendo qualidade para o churrasco. Uma excelente ideia, nesse caso, é apostar em uma receita de fraldinha com molho salsa e pão de alho!

Contrafilé

É possível encontrar o contrafilé com os nomes de lombo desossado ou filé curto. O mais comum é serví-lo mal passado. Para os apreciadores da carne sangrando, essa é a pedida ideal, já que fica macia e com o sabor acentuado. Para tempero o mais indicado é o sal grosso colocado no momento de levar a carne para a grelha.

Maminha

A maminha é semelhante à picanha, já que apresenta uma grande concentração de gordura. Isso garante que ela seja também suculenta e macia. Mas ela deve ser fatiada em tiras, contra as fibras, de modo a evitar que fique enrijecida. Essa é uma opção com um ótimo custo-benefício, pois entrega as características presentes em cortes mais caros, mesmo sendo uma carne mais barata.

Alcatra

A alcatra em peça inteira pode ser dividida em três partes: a picanha, a maminha e o miolo da alcatra. O miolo, como o próprio nome indica, fica bem no centro dessa carne. Essa parte, em especial, é uma das ótimas opções de carnes para churrasco, pois, além de macia, tem bem menos gordura que a picanha, ou seja, é saudável e igualmente saborosa, sendo mais acessível.

Cupim

O cupim é a carne encontrada logo atrás do pescoço do boi. É uma carne consistente e fibrosa, que tem um sabor muito peculiar. O cupim costuma ser servido junto de pratos e entradas, como risotos e saladas. A carne, apesar de ser bastante popular para churrascos, precisa de algum tempo para ser assada até o ponto ideal para consumo.

Linguiças

Muito versáteis e acessíveis, as linguiças suínas são opções coringas para complementarem o churrasco. Feitas, em regra, de carne de porco com adição de temperos e condimentos, podem ser encontradas nas versões picante ou tradicional.

Uma ideia legal para inovar na hora de escolher a linguiça para seu churrasco é apostar na opção artesanal. Esse tipo de carne vem ganhando destaque nos últimos tempos e é uma opção incrível por ser mais saborosa e com diversos adicionais ou blends de carnes.

Asinhas de frango

Por apresentarem um sabor suave e terem uma textura crocante, as asinhas fazem sucesso nos churrascos. Suas características, inclusive, agradam bastante às crianças. Apesar de ir bem com vários tipos de condimentos, o ideal é que os temperos utilizados sejam mais leves, valendo até apostar nos agridoces. Para que fiquem mais saborosas, é preciso deixa-las marinando por um maior período de tempo. As asinhas de frango podem ser feitas no espeto, na grelha ou no forno.

2. Faça uma média de gastos

Tenha em mente quantas pessoas vão aparecer e não saia comprando como se não houvesse amanhã. Calcule a quantidade de carne, comida e bebida por pessoa. Há até aplicativos que ajudam a fazer a conta e facilitam o cálculo.

Outra possibilidade é fazer reservas de alguns itens, como carvão e bebidas. Fique sempre de olho nas promoções do supermercado e aproveite para adquirir produtos mais baratos. Se achar promoções, veja se compensa o investimento e, se bobear, já compre para deixar reserva para o próximo encontro.

Há também a possibilidade de rachar a conta. Não é desconfortável pedir para os amigos racharem a conta, ou mesmo, para cada um assumir a responsabilidade de levar algo, como uma bebida, por exemplo. O desconfortável é fechar o mês no vermelho, por não ter feito contas corretas que coubessem no orçamento.

3. Invista em aperitivos e acompanhamentos

Além de contar com uma carne boa para churrasco, todo churras, que se preze, conta com deliciosos acompanhamentos. Além de ser uma boa opção para ajudar a baratear o seu evento, os acompanhamentos podem deixar tudo ainda mais saboroso. Pensando nisso, listamos algumas opções!

Capriche em uma farofa especial

O povo brasileiro é conhecido por gostar de uma boa farofa, e, por isso, esse é acompanhamento que não pode faltar no churrasco. Seja ela bem completa com os mais diferentes petiscos (bacon e linguiça), ou uma simples farinha torrada e bem temperada, ideal para passar a carne, com esse tipo de guarnição é difícil errar.

Asse legumes

Nada como aproveitar a grelha da churrasqueira e colocar alguns legumes para assar. Além de ficarem com o sabor defumado do carvão, quando bem temperados podem ficar deliciosos e agradar a todos. Podem ser usados os mais diversos alimentos como cebola, pimentão, abobrinha, berinjela, batata e milho, que é o mais famoso.

Aposte em saladas

A carne de churrasco pode ser considerado por muitos um alimento pesado, e, nesse caso, os acompanhamentos devem ser mais leves. Uma dica legal é apostar em saladas, desde as mais tradicionais até mais mais diferentes e refrescantes com adição de frutas. O importante nesse caso é garantir que tudo esteja fresquinho e bem preparado.

Ofereça o torresmo como entrada

O torresminho é uma guarnição que sempre cai bem, seja ele bem crocante e pururucado ou a barriga com bastante carne e macio. O importante, aqui, é que o torresmo esteja bem passado e temperado. Esse tipo de carne funciona bem com diversos tipos de temperos e molhos. Por isso, é um ótimo acompanhamento para servir de entrada.

Não se esqueça do vinagrete

Um churrasco sem vinagrete não é churrasco, não é mesmo? O vinagrete está presente nas festividades de grande parte dos brasileiros e é por isso que não pode faltar como acompanhamento na hora de assar uma carne. Além de ser fácil de fazer, essa guarnição pode ser uma ótima opção para quem deseja economizar, sendo barato e saboroso.

Faça maionese, esse, é um diferencial a parte

Misturada com um arroz vinho e uma farofa bem feita, a maionese pode ficar deliciosa, além de combinar super bem com um churrasco. Essa opção de acompanhamento pode ser feita de várias maneiras, desde a mais completa até a mais simples com somente batata e ovo cozido. O ideal aqui é caprichar na qualidade de ingredientes e deixar tudo bem temperado.

Invista no pão de alho

Considerado umas das melhores “carnes” do churrasco, o pão de alho é uma guarnição essencial e não pode faltar. Não tem como não amar um bom pão de alho, desde o modo tradicional aos diferentes, com queijos e pimenta no meio. Essa também é uma boa dica para economizar: existem diversas receitas para fazer o acompanhamento em casa de maneira fácil e ingredientes baratos.

4. Ofereça opções

Atender a todos os convidados deve ser a prioridade de um bom churrasqueiro. Pensar em versões vegetarianas, ou mesmo opções para pessoas que tenham restrições alimentares, pode demonstrar uma atenção especial na hora de receber os convidados. Seja por gosto pessoal ou apenas para sair do tradicional, muito se pode fazer com um churrasco que não leva carne, inclusive, para economizar e inovar as opções existentes.

Portanto, apesar de menos apreciadas, escolher carnes menos usuais é uma maneira de fazer um bom churrasco gastando pouco e mantendo a qualidade. Não se esqueça de apostar na qualidade, afinal, carne barata não é sinônimo de ruim. Por isso, quando for comprar, sempre cheque se o fornecedor é de confiança.

Carne boa para churrasco é associada à ideia de refinamento próprio, inovação e sabor característico. Logo a dica é acertar no corte, temperar com cuidado e se atentar ao ponto. Assim, carnes comuns se tornam opções versáteis de suculência e maciez.

Você curtiu este post? Então aproveite e comente qual a sua carne favorita e qual acompanhamento mais agrada a você em um churrasco!

Powered by Rock Convert

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up